• Vinícius Abrantes

Vitória de Diego Sorgatto em Luziânia desidrata grupo de Cristóvão

Com vitória avassaladora, Diego assume papel protagonista na política do município e do Entorno.

Com uma longa carreira política, Cristóvão Tormin já foi considerado o principal ator político de Luziânia. Nos anos de 2000 e 2004, ele foi por duas vezes seguidas o vereador mais votado da história de Luziânia, hoje esse posto é da vereadora Ana Lúcia. Em 2006, foi eleito deputado estadual, sendo reeleito em 2010. Em 2012, foi eleito prefeito de Luziânia e reeleito em 2016.


Agora, em 2020, um novo personagem figura os holofotes da política de Luziânia e entorno, me refiro a Diego Sorgatto. Aos 30 anos de idade, o recém-eleito prefeito, formou um grupo forte, o qual lhe deu aproximadamente 32 mil votos de vantagem em relação a Wilde Cambão, aliado de Cristóvão e o segundo mais votado nessa eleição. A vitória de Diego foi surpreendente, se somarmos os votos recebidos por Cambão, Professora Edna, Duda Lemos, Prof. Lukas e Alex Meireles, ainda resta para Diego 12.040 votos de vantagem em relação a todos os seus concorrentes.


A derrota de Cambão demostra que o seu grupo perdeu força, está se desidratando. Até outro dia, Cristóvão era conhecido por ser um grande articulador, detentor de cartas na manga e de reverter cenários desfavoráveis. Seus aliados chegaram a dizer que, "se Cristóvão botar a mão, até uma preda seria eleita". Mas não foi isso que ocorreu nessas eleições, além da derrota do seu candidato a prefeito, vereadores que pertenciam ao grupo buscaram novos rumos, a exemplo de Mardônio, Belmiro, Zé Paulo, Zezinho do Açougue, Boaz de Albuquerque, entre outros.


A perda de força do grupo de Cristóvão pode ser agravada no início da próxima legislatura, quando vereadores definem se ficarão na base aliada ou serão oposição. Com a grande ascensão de Diego, é provável que vereadores, hoje aliados de Cristóvão, migrem para a base de Diego e Ana Lúcia. Diante desta análise pessoal, compreendo que os próximos anos, a política de Luziânia e entorno será regida e terá como líder, Diego Sorgatto.

1,007 visualizações0 comentário