• Vinícius Abrantes

Três funcionários de fazenda são mortos a tiros durante ação da PM em Cristalina

Corporação diz que foi acionada para checar roubo de gado, foi recebida a tiros e revidou. Porém, proprietários alegam que empregados tinha ido caçar javalis: 'Estavam no lugar errado, na hora errada'. Caso é investigado.


Três funcionários de uma fazenda foram mortos a tiros durante uma ação da Polícia Militar em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. A corporação afirma que foi ao local averiguar uma denúncia de roubo de cabeças de gado, foi recebida a tiros e revidou. No entanto, os donos da propriedade alegam que os empregados tinham saído para caçar javalis e acreditam que eles foram assassinados por engano. A Polícia Civil apura o caso.


A ocorrência aconteceu na noite de quarta-feira (25). Durante a ação, morreram Francisco da Silva Chaves, de 41 anos, Nelson da Silva Cardoso, de 38, e Aleff Nunes Souto, de 22.

Em nota, a assessoria da PM informou que, ao checar uma situação de roubo na região, "se deparou com indivíduos armados que fizeram disparos em direção aos policiais, vindo a atingir a viatura, e que, neste momento, desembarcaram e fizeram o revide". Destacou também que o caso foi apresentado e será apurado pelas autoridades competentes (leia a íntegra ao final do texto).

"‘Lugar errado, hora errada"

Uma das proprietárias da fazenda, que preferiu não se identificar, afirmou que os funcionários nunca tiveram qualquer problema, eram pais de família e profissionais dedicados - Francisco trabalhava no local havia 11 anos.

Ela contou que os empregados tinha saído em motos para caçar javalis na região e levaram armas específicas para a atividade. A mulher não acredita que eles tenham atirado contra os policiais.

"Eles não eram bandidos. Eles estavam levando o porco [abatido] junto com eles nas motos. Não estou afirmando nada, mas acredito que eles estavam no lugar errado, na hora errada", afirmou ao.

"A gente acredita que teve um despreparo e um excesso cometido por algum engano. Nessa possibilidade [que eles atiraram contra os policiais], eu não posso acreditar, porque são pessoas extremamente pacíficas. Foi lastimável o que aconteceu", complementa.

362 visualizações0 comentário

© 2020 por Jornal O Democrático.  Orgulhasamente criado por Funfix Digital.

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round