• Vinícius Abrantes

Itapaci é a primeira cidade de Goiás a decretar lockdown após divulgação de nota técnica


Comércio ficará fechado por 15 dias. Apenas as áreas essenciais à vida humana, como setores de saúde, alimentação e abastecimento vão funcionar.



A Prefeitura de Itapaci decretou lockdown, medida quando se fecha todo comércio não essencial à saúde humana, na cidade pelo período de 15 dias por causa do aumento de casos de coronavírus. O comércio de bebidas alcoólicas, por exemplo, fica suspenso durante a validade do decreto. As distribuidoras estão proibidas de atender clientes até na modalidade delivery. As medidas começam a valer na quinta-feira (18).


Apenas as áreas da saúde poderão funcionar: estabelecimentos médicos, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmácias, distribuidoras e revendedoras de gás, postos de combustíveis, padarias, supermercados, mercearias, casa de carnes e frutarias. Alguns destes setores deverão obedecer regras sanitárias e de funcionamento (veja todas abaixo).

O decreto estipula a advertência, multa, cujo valor não foi informado, interdição do estabelecimento e cassação do alvará sanitário como punição para o comércio que descumprir o decreto.


A medida da prefeitura é a adesão as recomendações da nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde (SES) publicada na terça-feira (16), que estipulou que as prefeituras avaliem em que fase está a evolução da pandemia nas cidades e, a partir das respostas, indicou quais medidas restritivas os prefeitos devem adotar para conter o avanço de casos e mortes pela doença.


42 visualizações0 comentário

© 2020 por Jornal O Democrático.  Orgulhasamente criado por Funfix Digital.

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook Black Round