Hospital Regional de Luziânia tem maior número de recuperados desde o início da pandemia


Nos últimos 10 dias, 69 pessoas receberam alta e puderam voltar para casa

Cleidivar Ferreira Maciel foi um dos 69 pacientes recuperados no HRL. Foto: Divulgação

O Hospital Regional de Luziânia comemorou a alta médica de 69 pacientes, nos últimos 10 dias, o maior número desde o início da pandemia. O resultado, de acordo com o diretor do HRL, Francisco Amud, representa o esforço de um trabalho incessante e meticuloso da equipe de saúde da unidade hospitalar. “Temos uma equipe incansável, solidária e bem-preparada para lidar com as mais diversas situações”, diz o executivo.


A maioria dos pacientes chegou ao hospital apresentando quadro febril, falta de ar e cansaço. Duas ou três semanas de cuidados foram suficientes para que os internados pudessem voltar para suas casas em segurança. Com idades entre 18 e 73 anos, a grande parte dos recuperados é do município Luziânia, mas também há pessoas de Taguatinga-DF, Valparaíso, Cidade Ocidental, Novo Gama e São João da Aliança.


Entre as altas, destaca-se a do luzianense Fábio Pereira da Silva, de 53 anos. Ele deu entrada no hospital em 31 de março com sintomas graves e precisou ser internado. Após tratamento de 12 dias e uma boa recuperação clínica, Fábio pôde reencontrar os familiares no último final de semana.


Ao som de ‘Tua Família’, da banda Anjos de Resgate, Fábio se emocionou pela recepção organizada pela família e profissionais da saúde. Durante a internação, ele perdeu mãe e irmão vítimas da covid-19. “Eu só tenho a agradecer a todos que me ajudaram nesse momento difícil. Sei que isso foi renascimento e daqui para frente serei uma pessoa melhor”, explicou emocionado.


Todos os pacientes que receberam alta ficarão 14 dias em repouso domiciliar para completar a recuperação. O HRL orienta que as pessoas, mesmo curadas do coronavírus, mantenham distanciamento social, utilizem álcool em gel e máscara. Nos próximos dias, eles serão acompanhados remotamente pela equipe de saúde do hospital.


Todas as altas médicas são comemoradas pela equipe de saúde e os familiares dos pacientes. Do lado de fora, cada recuperado encontra balões e cartazes com frases de incentivo. As 69 altas estão computadas nas estatísticas do Estado de Goiás, que soma mais de 485 mil pessoas recuperadas da doença.


87 visualizações0 comentário