"Filho" espanca e mata a própria mãe com golpes de faca e martelo, no Entorno do DF


Reprodução da internet

O suspeito, Reinan Rodrigues de Souza, alegou aos policiais que escutou "uma voz satânica" pedindo para que ele matasse a mãe. Preso, ele confessou que tinha a intenção de atear fogo no corpo da vítima e enterrá-la em uma cova que ele já havia cavado.


Reinan Rodrigues de Souza alegou aos policiais que escutou uma voz satânica pedindo para que ele matasse a mãe - (crédito Redes sociais)

Um jovem de 22 anos foi preso em flagrante na manhã deste sábado (15/5) suspeito de espancar a própria mãe até a morte, em Águas Lindas de Goiás (GO) — distante cerca de 51km de Brasília. O crime bárbaro aconteceu por volta das 10h30 dentro da casa da vítima, identificada como Aureni Constância de Souza Rodrigues, 48.


O suspeito, Reinan Rodrigues de Souza, alegou aos policiais que escutou “uma voz satânica” pedindo para que ele matasse a mãe. Pela manhã, o homem surpreendeu a mulher e usou um martelo, uma faca e um garfo para agredi-la, principalmente na região do crânio e do pescoço. “Depois, com a mãe já caída no chão, ele a atacou e a atingiu contra sua região torácica, usando de peso usado para fazer musculação, do tipo barra fixa para supino”, afirmou, ao Jornal, o delegado à frente do caso, Cléber Martins, titular da 17ª DRP de Águas Lindas.


Reprodução da internet

A irmã de Reinan, de 13 anos, acordou assustada com os barulhos e viu o momento em que o jovem agredia a mãe. A adolescente tentou salvá-la, mas foi esganada e asfixiada pelo irmão. “Ela conseguiu se desvencilhar e saiu em busca de socorro, acionando vizinhos e a polícia, que chegou ao local e o prendeu”, detalhou o investigador.

Preso, o homem confessou que tinha a intenção de atear fogo no corpo de Aureni e enterrá-la em uma cova que ele já havia cavado. Reinan foi conduzido à Delegacia de Polícia de plantão e autuado pela prática dos crimes de homicídio doloso qualificado consumado (qualificadoras do uso de recurso que impediu a defesa da vítima e feminicídio) e tentativa de homicídio qualificado (feminicídio tentado).

453 visualizações0 comentário